Propostas para 2019: munícipes se reúnem em audiência pública para discutirem a LDO/2019 e a LOA/2019

A Câmara Municipal de Vereadores Casa José Luiz Bezerra recebeu, na manhã desta sexta-feira, 06 de abril de 2018, munícipes quixabenses com a finalidade de discutirem as propostas referentes à Lei de Diretrizes Orçamentárias 2019 (LDO/2019) e Lei Orçamentária Anual 2019 (LOA/2019).

Essa audiência aconteceu em cumprimento à Lei de Responsabilidade Fiscal e teve o intuito de discutir o que será feito com os recursos recebidos pelo Município no ano de 2019.

Representantes das pastas municipais (com Denize Candeia, secretária de administração e planejamento, representando a prefeita Cláudia Macário), de comunidades e do poder legislativo apresentaram suas propostas com vistas a melhorias no Município. Cada um recebeu um questionário, onde foram apresentadas (por escrito) até três propostas. Dentre algumas: reforma da Escola Estadual Herculano Pereira, retomada de investimento na cultura da pimenta, pavimentação, sede para o Cras, reforma dos postos de saúde âncora na zona rural, transporte para a Assistência Social, esgotamento sanitário em algumas áreas rurais, implementação do Programa Jovem Aprendiz, investimento no projeto de aquaponia nas comunidades rurais, ampliação nas vagas do Garantia-Safra, reforma do clube social, etc.

Essas propostas, agora, serão analisadas e, as mais requisitadas e que estiverem dentro do orçamento municipal, serão destacadas e encaminhadas para a Câmara de Vereadores (Poder Legislativo). As propostas aprovadas pela Câmara serão incluídas no orçamento municipal e executadas pela administração (Poder Executivo) no exercício de 2019.

De acordo com a contadora municipal Janusa Sotero, as audiências públicas que têm acontecido ano após ano estão contribuindo para o crescimento de Quixaba, e para que as reivindicações dos cidadãos sejam atendidas, é essencial que o cidadão esteja ciente da arrecadação municipal, porque assim, frisa Janusa, fica mais fácil incluir as propostas no orçamento do Município.

“O ideal é otimizar os gastos. Projetamos para 2019 o mesmo orçamento feito em 2018. Temos que programar bem o orçamento para que as reivindicações estejam dentro das condições do Município.”

A LDO será encaminhada para a Câmara de Vereadores até o dia 15 de abril de 2018; a LOA, até o final de outubro de 2018.

« Voltar