Notícias

Metodologias Inclusivas

O Centro de Referência da Assistência Social de Quixaba (Cras Quixaba), da pasta de Assistência Social da Prefeitura Municipal de Quixaba, promoveu, em seu auditório, na tarde dessa quinta-feira (19), uma palestra sobre metodologias de oficinas inclusivas para sua equipe.

Conduzida pela professora da rede pública de ensino de Quixaba, e coordenadora do Atendimento Educacional Especializado (AEE) do Município, Lilia Silva Batista, o intuito da palestra – que durou pouco mais de duas horas – foi transmitir ao grupo de profissionais do Cras Quixaba um pouco de conhecimento sobre aspectos da inclusão social em relação às pessoas com deficiência, com base em conceitos (inclusão, deficiência, como trabalhar com deficientes) e ações (dinâmicas, oficinas de recursos), que podem ser trabalhados no dia a dia do Centro e, consequentemente, favorecer essas pessoas.

“Quero compartilhar um pouco do que aprendi, porque a inclusão até existe hoje diferentemente de outros tempos, mas ainda está a passos lentos. Até que ponto ela (a inclusão) vai? Temos que sondar, principalmente com ações, o que indivíduo tem como potencial. É preciso aceitarmos, respeitarmos essas pessoas olhando além de suas limitações”, falou Lilia.

Entre coordenadores, facilitadores e equipe de apoio, mais de 10 integrantes do Cras Quixaba participaram da ação. A coordenadora Elizabete Alves destaca que a necessidade de instruir a equipe surge num momento em que a demanda sobre o atendimento a essas pessoas aumenta, além de ser o tema a ser trabalhado neste mês pelo Centro.

“A gente fica muito feliz (em participar dessa palestra), porque sabemos a necessidade desses momentos aqui no Cras. Todos estaremos trabalhando com essa temática este mês, e a Lilia tem muito a acrescentar no que diz respeito a isso. A demanda tem aumentado e, por ser algo relativamente novo para gente, a partir do momento em que nos aproximamos do assunto, quanto mais conhecimento, melhor”, concluiu a coordenadora.

« Voltar