Ação de combate ao mosquito transmissor da dengue já começa a ser intensificada em Quixaba

Entre os dias 26 e 30 de novembro, a Secretaria de Saúde da Prefeitura Municipal de Quixaba, realizou várias atividades com vistas a combater o mosquito Aedes aegypti, responsável pela transmissão da dengue, Zika vírus e chikungunya.

Divulgação na rádio da cidade e carro de som, rodas de conversa na Unidade Básica de Saúde Robson Carneiro, orientação, panfletagem, tratamento nas residências com foco, visita às residências pelos profissionais da Saúde, retirada de lixo de terrenos baldios, além de outras atividades que serão desenvolvidas ao longo, principalmente, dos próximos meses, tendo em vista que se aproxima o período de chuvas na região, estão entre as ações desenvolvidas pela Secretaria.

“A recomendação é não descuidar nenhum dia do ano, e ficar atento a possíveis focos. A ação é conjunta, mas o principal responsável no combate é a dona de casa, por exemplo, em seu domicílio. O auxílio da população é vital nessa luta”, alerta Mércia Batista, coordenadora de vigilância epidemiológica de Quixaba.

De acordo com a profissional, medidas simples como manter as caixas d´água fechadas, guardar pneus em locais cobertos e secos, manter garrafas de boca para baixo, colocar areia nos vasos de plantas, colocar o lixo para fora, não deixar a água da chuva acumulada sobre a laje, são exemplos de coisas simples que podem ser feitas no dia a dia e podem contribuir substancialmente na erradicação do mosquito.

4º Levantamento de Índice Amostral

Realizado entre os meses de outubro e novembro deste ano, o 4º Levantamento de Índice Amostral (LIA), que avalia as áreas com foco, avaliou o Município de Quixaba com um índice de infestação de 0,9%, considerado satisfatório para os parâmetros do Ministério da Saúde. De 2017 até a 47ª semana de 2018, NENHUM CASO DE DENGUE, ZIKA VÍRUS OU CHINGUNYA FOI DETECTADO EM QUIXABA.

« Voltar